A cidade de Belmiro de Azevedo volta a crescer na velha Efanor

Apresenta-se como o maior projeto imobiliário do Norte do país. São 105.000 metros quadrados de área bruta de construção acima do solo, mais 50.000 metros quadrados de jardins, prontos a absorver um investimento de €250 milhões da Grand Avenue até 2025. O objetivo é dar “uma nova vida” à cidade que o empresário Belmiro de Azevedo (1938-2017) desenhou para os terrenos da Efanor, a fábrica que marcou a sua estreia no mundo do trabalho, antes de assumir a liderança da Sonae, e deu nome à holding da família Azevedo.

“Vamos desenvolver um projeto mix-use, com uns oito edifícios para habitação, escritórios, hotel, residências sé­nior e de estudantes, co-living/co-working”, diz ao Expresso Pedro Couto, administrador da Telhabel e um dos sócios da empresa que comprou o ativo histórico da Sonae há um ano, por €30 milhões.”

Expresso Online – Jardins Efanor